terça-feira, 30 de novembro de 2010

Melhor Diretor Brasileiro

Esta lista vem para provar que fazer filme é difícil. Tão difícil, que não fosse uma figura mandando na parada o negócio não sairia. E quem manda na parada é o diretor, como Brasil afora há boas referências do que seja bem fazer este trabalho de mandar não foi difícil selecionarmos alguns para colocar neste Top. Votar em um, talvez seja um pouco mais difícil, mas tenho certeza que você vai tentar, certo?

Na opinião de Sessões estes são em ordem alfabética os melhores mandões, quer dizer, melhores diretores do cinema tupiniquim. Louros, carinho e paciência para eles! Continuem como Deus manda. Amém!

Amácio Mazzaropi (São Paulo, 1912-1981).
Principais Filmes: 'Jeca Tatu', 'O Corintiano', 'O Vendedor de Lingüiça' e 'Tristeza do Jeca'.


Anna Muylaerte (São Paulo, 1964).
Filmes: 'Durval Discos' e 'É Proibido Fumar'.

Anselmo Duarte (São Paulo, 1920-2009).
Principais Filmes: 'O Pagador de Promessas', 'Um Certo Capitão Rodrigo' e 'O Descarte'.

Arnaldo Jabor (Rio de Janeiro, 1940).
Principais Filmes: 'Eu Te Amo', 'Eu Sei que Vou te Amar', 'Toda Nudez Será Castigada' e 'Suprema Felicidade'.

Beto Brant (São Paulo, 1964).
Filmes: 'Os Matadores', 'O Invasor', 'Crime Delicado', 'Cão Sem Dono' e 'O Amor Segundo B. Schianberg'.



Bruno Barreto (Rio de Janeiro, 1955).
Principais Filmes: 'Dona Flor e Seus Dois Maridos', 'Gabriela, Cravo e Canela', 'O Que é Isso Companheiro' e 'Última Parada 174'.

Cacá Diegues (Alagoas, 1940).
 Principais Filmes: 'Ganga Zumba', 'Xica da Silva', Bye Bye Brasil', 'Tieta do Agreste', 'Orfeu' e 'Deus é Brasileiro'.

Cláudio Assis (Pernambuco, 1959). Filmes: 'Amarelo Manga', 'Baixio das Bestas' e 'Febre do Rato'.

Daniela Thomas (Rio de Janeiro, 1959).
Filmes: 'Terra Estrangeira', 'O Primeiro Dia', 'Linha de Passe' e 'Insolação'.

Eduardo Coutinho (São Paulo, 1933).
Filmes: 'Cabra Marcado Para Morrer', 'Babilônia 2000', 'Edifício Master', 'Peões', 'O Fim e o Princípio', 'Jogo de Cena' e 'Moscou'.

Fernando Meirelles (São Paulo, 1955).
Filmes: 'Menino Maluquinho 2', 'Domésticas', 'Cidade de Deus', 'O Jardineiro Fiel' e 'O Ensaio Sobre a Cegueira'.
Glauber Rocha (Bahia, 1939-1981).
Principais Filmes: 'Deus e o Diabo na Terra do Sol', 'Terra em Transe', 'O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro'.

Hector Babenco (Argentina, 1946).
Principais Filmes: 'Lúcio Flávio, Passageiro da Agonia', 'Pixote - A Lei do Mais Fraco', 'O Beijo da Mulher Aranha', 'Carandiru' e 'O Passado'.

Heitro Dhalia (Pernambuco, 1970).
Filmes: 'Nina', 'O Cheiro do Ralo' e 'À Deriva'.

Humberto Mauro (Minas Gerais, 1897-1983).
Principais Filmes: 'Ganga Bruta', 'Descobrimento do Brasil' e Coleção Brasilianas.

José Mojica Marins (São Paulo, 1936).
Principais Filmes: 'À Noite Levarei a Sua Alma', 'Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver' e 'O Estranho Mundo de Zé do Caixão'.

José Padilha (Rio de Janeiro, 1967).
Filmes: 'Ônibus 174', 'Tropa de Elite', 'Garapa' e 'Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro'.

Luiz Fernando Carvalho (Rio de Janeiro, 1960).
Filme: 'Lavoura Arcaica'.

Marcos Prado (Rio de Janeiro, 1961).
Filme: 'Estamira'.

Nelson Pereira dos Santos (São Paulo, 1928).
Principais Filmes: 'Rio, 40 Graus', 'Vidas Secas', 'Como Era Gostoso o Meu Francês', 'Brasília 18%' e 'Memórias do Cárcere'.

Ruy Guerra (Moçambique, 1931).
Principais Filmes: 'Os Cafajestes', 'Os Fuzis', 'A Queda', 'Ópera de Malandro', e 'Estorvo'.
Sandra Kogut (Rio de Janeiro, 1965).
Filmes: 'Mutum' e 'Um Passaporte Húngaro'.

Tizuka Yamasaki (Rio Grande do Sul, 1949).
Principais Filmes: 'Gajin - Os Caminhos da Liberdade', 'Lua de Cristal', 'O Noviço Rebelde' e 'Gajin - Ama-me Como Sou'.

Walter Salles (Rio de Janeiro, 1956). Filmes:
'Terra Estrangeira', 'Central do Brasil', 'Abril Despedaçado', 'Diários de Motocicleta' e 'Linha de Passe'.

Gostou dos nomes? Então vote em qual é o Melhor Diretor Brasileiro? Para saber como está a votação, clique aqui! Caso concorde (ou não) com nenhum deles, escreva no comentário e deixe sua opinião.E mais do que valer quem ganhar, é conhecer mais do nosso cinema e dar mais valor aos nossos realizadores. O Sessões sempre prestigiou e sempre valorizará o nosso cinema! Faça o mesmo!


Equipe do Sessões

5 comentários:

  1. O Cinema Brasileiro produz cinema de qualidade há muitas décadas. Passamos por dificuldades e momentos críticos, mas a superação foi em grande estilo. Grande parte dessa retomada foi por conta de nomes que estão aí acima.

    Meu voto vai em Glauber, mesmo não sendo meu cinema predileto, foi vislumbrador e realizador de um cinema com identidade nacional e mundialmente reconhecido.

    Vitor Stefano
    Sessões

    ResponderExcluir
  2. Os filme do jabor eh um puta de um lixo.

    ResponderExcluir
  3. Amigos,
    É muito oportuna esta enquete do Sessões, porque é um momento único do cinema brasileiro, em que os diretores podem ter, por assim dizer, uma cinematografia.
    As dificuldades de produção costumavam criar muitos diretores de um filme só.
    Mesmo assim, o cinema nacional sempre foi autoral.
    Meu voto foi para o Walter Salles, mas poderia muito bem ir para o Eduardo Coutinho, Fernando Meirelles ou Nelson Pereira dos Santos.
    Da lista toda, só senti falta de Walter Hugo Khouri, nosso Antonioni tupiniquim, um ótimo diretor de clássicos como Noite Vazia.
    Parabéns por levantarem esta bola.
    Abs!!!

    ResponderExcluir
  4. Faltou o Guel Arraes .

    ResponderExcluir
  5. Suzana Amaral, seria uma ótima sugestão.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...