segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Linha de Passe

Nome Original: Linha de Passe
Diretores: Daniela Thomas e Walter Salles
Ano: 2008
País: Brasil
Elenco: Sandra Corveloni, Vinícius de Oliveira, João Baldasserini, José Geraldo Rodrigues, Kaique Jesus Santos
Prêmios: Melhor Atriz (Sandra Corveloni) no Festival de Cannes, Festival de Havana, Prêmio Contigo de Cinema, Melhor Edição e Segundo Prêmio Coral do Festival de Havana, Melhor Filme, Melhor Diretor, Atriz Promessa (Sandra) e Ator Promessa (Kaique), Melhor Filme e Melhor Diretor e Prêmio Especial à Gustavo Santaolalla pela música no Festival Contigo de Cinema.
Linha de Passe (2008) on IMDb


Mais uma casa difícil. Depois de ‘Casa de Alice’, agora a casa de Cleuza. Como uma colcha de retalhos, uma colagem, ‘Linha de Passe’ viaja por cinco histórias que estão dentro dessa mesma casa, porém, rumam por lados totalmente diferentes. A Cidade Lider é o bairro. Líder em criminalidade, em decepções, em mals tratos do Governo. E dentro da casa, falta rumo, falta liderança, mas não faltam sonhos e metas.

Cleuza é uma mãe dedicada, fanática pelo Corinthians, doméstica e grávida de mais um filho com outro pai desconhecido para dividir o espaço com o aspirante a jogador de futebol Dario, ao evangélico fervoroso Dinho, o motoboy Dênis e Reginaldo é o caçula que gosta de anda de ônibus e sonha em encontrar seu pai. Essa é a vida de mais uma família paulistana como muitas espalhadas pelas periferias. Como numa autêntica linha de passe futebolística, as histórias vão sendo tocadas de pé em pé, cada um no seu ritmo e cadênca, ganhando força e densidade a cada troca de passe.

A periferia foi retratada com veracidade documental, à la ‘Notícias de Uma Guerra Particular’ apesar de estarmos diante de uma obra ficcional. Os dramas particulares são expostos e mostrados a carne sangrando cinza dessa cidade suja e que fazem questão de ignorar. E cada um tem o seu fim escrito, mas jamais visto. São apenas números para estatísticas, são apenas sonhos que não se concretizam, são apenas vidas, como tantas, que não terão final feliz.



Com ‘Linha de Passe’, a dupla Walter Salles e Daniela Thomas fazem sua segunda obra-prima juntos, sobre o mesmo tema, a realidade do país. Depois do sensacional ‘Terra Estrangeira’ de 1996, esse filme vem para provar que Salles Jr. pode ser mais do que tecnicamente perfeito, ele pode ser denso e político, mesmo sem culpar ninguem pelos problemas da casa de Cleuza. Waltinho prova que esse diminutivo ficou no passado, agora ele é Walter Salles Jr, graças à parceira Daniela. Destaques para a atriz Sandra Corveloni em grande atuação e de Gustavo Santaolalla, responsável pela bela trilha angustiante e marcante, como só ele sabe fazer.

Ouçamos Seu Jorge cantando composição de Nelson Cavaquinho - Juizo Final, parte da trilha sonora de 'Linha de Passe'.


O sol
Há de brilhar mais uma vez
A luz
Há de chegar aos corações
Do mal
Será queimada a semente
O amor
Será eterno novamente
É o Juízo Final, a história do bem e do mal
Quero ter olhos pra ver, a maldade desaparecer
O amor
Será eterno novamente

Que assim seja!

Vitor Stefano
Sessões

Um comentário:

  1. O quanto uma pia entupida pode revelar ou sonho em ser motorista de caminhão ou o amor corintiano de uma mãe que não enxerga mais o norte ou tudo está liquidado mesmo resultam no melhor filme nacional dos últimos tempos.

    Leandro Antonio
    Sessões

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...