quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Dicas de Documentário

O brasileiro foi acostumado a ver documentário durante o Globo Reporter. Infelizmente nos cinemas não faz tanto sucesso assim, porém a produção de documentários é enorme e sobre temas dos mais variados e não apenas da verdade nua e crua. Todo documentário tem sua pitada de ficção pois expõe apenas uma versão: a do roterista. Portanto dê uma chance ao documentário e veja como a realidade pode ser muito mais interessante do que apenas o jornalismo do dia a dia.

O Homem Urso - A vida animal é costumeiramente vista na televisão. Porém a história de um homem que se infiltrou no habitat de um urso e começou a viver como tal é uma novidade. Neste documentário Win Wenders retrata a história do ambientalista Timothy Treadwell que decidiu largar tudo e foi acampar no Alasca junto a alguns ursos pardos, com os quais convivia como verdadeiros amigos. Uma tragédia anunciada, porém vemos a história de quem amava os ursos e repudiava a sociedade. Lindo documentário.


Nascidos em Bordéis - Ver a vida de nove crianças nascidas nos bordéis de Calcutá (Índia), no distrito da Luz Vermelha ser salva pelas mãos da fotógrafa Zana Briski é uma lição de humanidade. Tirar as crianças das condições em que foram encontradas através da fotografia foi o grande desafio de Zana. Com a evolução, o sucesso do trabalho, é impossível não se emocionar. Não vemos a Índia que víamos na novela, vemos um submundo podre e sujo. O documentário, vencedor do Oscar, é lindo, verdadeiro e cruel, porém, esperançoso. Veja depoimentos das crianças:


Santiago - João Moreira Salles faz aqui um documentário diferente. Não vemos o principal personagem. Vemos apenas Santiago, o antigo mordomo da residência dos Salles no Rio de Janeiro é o nome do documentário e tem seus relatos feitos para a câmera em branco e preto, porém o diretor e suas lembranças é que são evidentes durante todo o documentário, que é de uma suavidade e sensibilidade. Um documentário pessoal que faz deste um marco no gênero no Brasil. Para ler Carta de Eduardo Escorel à João Moreira Salles sobre 'Santiago', clique aqui.


Simonal - Ninguém Sabe o Duro Que Dei - A vida, o auge e a queda do cantor Wilson Simonal é retratado nesse ótimo documentário. Simonal foi um dos nossos maiores cantores e personalidade brasileiras dos anos 60. Tem músicas inesquecíveis porém um problema com o sequestro de seu contador no começo dos anos 70 o levou à decadência. Ele teve seu nome ligado ao Dops e à ditadura, o que gerou grande mal estar com a mídia e com a classe artística. Um grande ídolo nacional que foi renegado e jogado ao ostracismo. Imortalizá-lo com o documentário e ver o duro que ele deu é uma pequena retribuição de toda a alegria que Wilson Simonal de Castro gerou para o povo brasileiro.


Parte desta matéria foi veiculada na Revista City Penha, edição 43, de novembro de 2010.

Sessões

2 comentários:

  1. Sou suspeito para falar de documentários. O hábito de vê-los me cativou e hoje sou um fã e tento disseminar a importância de vê-los como forma de informação e de entender como o cinema pode ser ficcional mesmo tratando de assuntos reais.

    Esses 4 são dos melhores que já vi. O Homem Urso é o 'Na Natureza Selvagem' real. Uma história louca de um ser insano. Já 'Nascidos' é terno e esperançoso mesmo. Os fotografos devem ter nele um espelho.

    Os dois outros são brasileiros e como o Brasil melhorou e cresceu quando o assunto é documentário. Santiago é uma obra-prima e JM Salles é um dos maiores documentaristas que já tivemos. Já Simonal coroa com uma figura tão marcante, toda uma gama de documentários musicais que foram feitos nos últimos tempos.

    Veja Docs!

    Vitor Stefano
    Sessões

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme "Na Natureza Selvagem" é baseado em fatos reais também.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...