segunda-feira, 22 de novembro de 2010

O Abraço Corporativo

Nome Original: O Abraço Corporativo
Diretor: Ricardo Kauffman
Ano: 2010
País: Brasil
Elenco: Leonardo Camillo.
Prêmios: Menção Honrosa na 33ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.


O abraço é uma das maiores representações de carinho e afeto, energiza a mente e o corpo para que com o afago sinta-se completo e disposto. E porque não usar todos esses artifícios diretamente no mundo corporativo, local de grande estresse, desgaste e canalizador de más energias? Ricardo Kaffman pensou em tudo isso, mas foi além. Criou um personagem fictício que seria o consultor de RH, Ary Itnem Withaker, representante da Confraria Britânica do Abraço Corporativo e começou a divulgar os negócios como se fossem reais. Foi feito registro em cartório explicando que tudo aquilo era apenas um documentário sendo feito e que a Confraria e o consultor eram falsos. Mas ninguem apurou. Daí só podemos dizer: Aquele abraço!

A criação de um personagem hilário com toques de surrealidade e pitadas de absurdo é o centro dos acontecimentos desse ótimo documentário. Ótimamente vivido por Leonardo Camillo, inicia toda a divulgação foi por conta de um tipo de marketing que não se faz mais - o corpo a corpo, literalmente. O tal Ary na Av. Paulista com um cartaz escrito: ‘Dá um Abraço?’, que virou um sucesso de acessos no Youtube, dando aquele tipo de reconhecimento de 15 minutos que só a internet pode causar. Veja o vídeo aqui, mas vale a pena entrar no vídeo do youtube e ler os comentários de pessoas achando que foi uma ação real, dizendo emocionar-se e parabenizando a ação.


Todo o sistema é enganado e corrompido, mas um poder em específico não poderia ter falhado: a imprensa. Ary Itnem após o sucesso do vídeo, participou de dezenas de programas de televisão e rádio e, pasmem, até fez palestras, dando explicações sobre a importância dessa técnica do Abraço Corporativo para as empresas rumarem um novo futuro. Jornalistas de renome, jornais de grande circulação, além de toda mídia eletrônica, divulgaram o trabalho do consultor fantasma sem ao menos checar a informação e veracidade de todas as informações dadas.

‘O Abraço Corporativo’ não tem o intuito de ridicularizar os que cairam na ‘peça’, mas sim discutir a impotância e a responsabilidade do jornalista neste mundo globalizado em que as notícias de agora já estão obsoletas em alguns décimos de segundo. Jornalistas de gabarito, como Heródoto Barbeiro, dá seu relato por ter sido “vitima” de Ary Itnem e do papel do jornalista e suas obrigações. O 4º poder está caindo pelas tabelas e perdendo cada vez mais o poder, num mundo onde a informação é feita por todos que vivem os fatos. Este documentário é para rir do absurdo, mas lembre-se: “Tudo não é Verdade”. Ary, eu te dou um abraço! Ricardo Kauffman, parabéns e abraço!

Vitor Stefano
Sessões

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...