segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Sessões Entrevista Heródoto Barbeiro

Heródoto Barbeiro
Ele é um dos jornalistas mais importantes e influentes do Brasil. Já publicou diversos livros, é formado em História, Direito e Jornalismo, recebeu o título de monge budista leigo, corinthiano fanático e sempre demonstra fidelidade e carinho com sua Kombi. Recentemente foi protagonista de um episodio polêmico que valeu o seu emprego como apresentador na TV Cultura. Em uma entrevista com o político José Serra no programa ‘Roda Viva’, ao questioná-lo sobre o valor excessivo dos pedágios nas rodovias paulistas, Serra, então Governador do Estado de São Paulo, teria se irritado com a postura crítica de Heródoto e pedido a cabeça do profissional. Atualmente o jornalista apresenta o Jornal da CBN todas as manhãs. Heródoto já se aventurou pelo cinema, onde participou de dois filmes: Durval Discos e Ed Mort. Ao blog Sessões ele concedeu esta descontraída entrevista.


Sessões - Como você vê as leis de incentivo à cultura (principalmente ao cinema) aqui no Brasil? E o que acha do Cinema Brasileiro no geral?
Heródoto Barbeiro - As leis de incentivo a cultura não atendem convenientemente os produtores independentes e que não têm respaldo político ou de grandes empresas. O cinema brasileiro está evoluindo rapidamente e competindo em várias categorias com os filmes de outros países.

S - Qual o motivo de programas sobre cinema terem pouco espaço, principalmente na televisão aberta e no rádio?
Akira Kurosawa
HB – Creio que é porque faltam patrocinadores para os espaços apoiados publicitariamente, por isso os programas ou não existem, ou são pequenos boletins inseridos na programação. Além disso, há uma forte concorrência dos canais a cabo e dos inúmeros sites na internet.

S - Quais Filmes Marcaram sua Vida? Qual o estilo de filmes que te atraem?
HB – Gosto de filmes que tratam da essência do ser humano como O Carteiro e o Poeta (Michael Radford - 1994), A Estrada (Federico Fellini - 1954), Seara Vermelha (Alberto D’Aversa - 1964) e outros. Sou fã da obra do mestre Kurosawa.

S - Você já teve participações em dois filmes: Durval Discos (veja trailer abaixo) e Ed Mort. Tiveram outras? Como foram estas experiências e de que modo o jornalismo te aproximou ao cinema?
HB – Estas foram minhas únicas experiências, o cinema poderia explorar mais essa relação com o jornalismo brasileiro. Não sei por que não fazem.


S - Qual a sua opinião sobre jornalismo especializado em cinema? Você acompanha as críticas, baseia-se nelas para ver um filme?
HB – Acompanho alguns críticos e gosto de consultá-los antes de ver um filme. O jornalismo especializado poderia conquistar mais espaço nas velhas e novas mídias, mas para isso precisa de mais gente interessada em se envolver nessa especialidade.

S - O que pensa sobre a produção de conteúdo de informação e crítica gerada pelos blogs, twitter e afins? Há espaço no mundo corporativo/mercado de trabalho aos criadores desse tipo de conteúdo?
HB – Há um espaço imenso na nova mídia. O diferencial é a credibilidade que o autor acumula ao longo de sua carreira, o que faz algumas colunas na internet tenha grande audiência.

S - Você é corintiano roxo. Que tal os documentários do Timão?
HB – O que mais me emocionou foi ‘23 anos em 7 Segundos’, gostei também do ‘FIEL’.

S - Sabemos que você é ligado em ioga e meditação. Qual o melhor filme de caráter místico-filosófico que você já viu? O que há de especial nele?
HB – Creio que foi o documentário 'O Segredo'.

S - Quando teremos um documentário sobre sua famosa Kombi?
HB – Minha Kombi é um veículo comum, não é um carro de coleção, mas há muitas Kombis antigas e históricas que merecem um documentário.

Equipe do Sessões

2 comentários:

  1. Heródoto é um exemplo e uma inspiração quando falamos sobre jornalismo. Ter a oportunidade de entrevistá-lo foi muito gratificante e ouvi-lo todos os dias, agora, é ainda melhor, além de saber que ele tem um ótimo gosto de filmes.

    Muito obrigado Barbeiro!

    Vitor Stefano
    Sessões

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...