terça-feira, 26 de outubro de 2010

Coração Louco

Título Original: Crazy Heart
Direção: Scott Cooper
Ano: 2009
País: EUA
Elenco: Jeff Bridges , Robert Duvall, Colin Farrell, Maggie Gyllenhaal
Prêmios: Oscar e Globo de Ouro 2010 de melhor ator para Jeff Bridges, Oscar 2010 e Globo de Ouro de melhor canção original "Weary Kind" (Ryan Bingham; T-Bone Burnett).

Coração Louco (2009) on IMDb


Antes de mais nada é necessário dizer que Coração Louco é um ótimo filme, um dos melhores do ano passado, e que Jeff Bridges mandou muito bem como o músico decadente e bêbado Bad Blake. Melhor ainda a trilha sonora, que é música country americana da melhor qualidade.

Não por acaso Bridges levou o prêmio máximo da academia de cinema americana como melhor ator e que a produção levou também o Oscar de melhor canção original

Assim como em O Lutador (Darren Aronofsky), Coração Louco conta a história de um sujeito decadente, que vive das sobras do que um dia foi uma carreira de sucesso. Histórias semelhantes, porém nada clichês.

Nesta produção, Bad Blake é um talentoso músico que não tem mais as glórias de outrora. Vive dentro de sua picape velha percorrendo enormes distancias para tocar em espeluncas. Seu minúsculo e fiel público é composto por figuras tão sofridas e tão bêbadas quanto ele.

Blake percebe que algo mudou quando conhece Jean (Maggie Gyllenhaal), repórter de um pequeno jornal local de Santa Fé. Ele se apaixona pelo seu jeito meigo e seus lindos olhos azuis. Ela também embarca na paixão quase instantânea.

Ao mesmo tempo, Blake retoma uma antiga parceria profissional com Tommy Sweet (Colin Farrell), este sim um grande ídolo da música country. Os dois planejam produzir um disco juntos e aparentemente a vida de Blake parece que vai melhorar.

Ainda que tudo conspire para sua volta por cima, o problema é que Blake não consegue tirar o pé da jaca. Talento, amor, amigos não são suficientes para colocar o doidão na linha.

Blake vai para sua casa e decide tratar seu problema de alcoolismo. O final é emocionante. Vale cada acorde, cada garrafa, cada cigarro, cada vômito.


Carlos Nascimento
Sessões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...