quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Woody e as Mulheres

Woody Allen e sua atual musa (Scarlett Johansson)
Woody Allen é reconhecido por seus filmes sobre relacionamentos. Talvez seja o diretor que melhor definiu e discutiu a relação homem e mulher. E para conhecer tão bem os problemas ele sempre esteve bem acompanhado em cena, na direção e em casa. O sucesso com as mulheres certamente não é resultado de seu porte atlético ou de seu biotipo atrativo. Como ele mesmo se descreve: "As pessoas sempre se enganam em duas coisas sobre mim: pensam que sou um intelectual (porque uso óculos) e que sou um artista (porque meus filmes sempre perdem dinheiro)".

Uma vasta lista de atrizes competentes e/ou belas já atuaram sob a batuta de Allen. Certamente trabalhar num filme do diretor é uma ótima referência a ser colocada no currículo. Então veja grande lista de ótimas atrizes que trabalharam e se envolveram com Woody Allen em mais de um filme (e algumas além da ficção):

Allen e Louise Lasser, sua segunda esposa em "Bananas"
Louise Lasser (1939) - “O Que Há, Tigreza?” (1966), “Um Assaltante Bem Trapalhão” (1969), “Bananas” (1971) e “Tudo o Que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo E Tinha Medo de Perguntar” (1972).


Allen e Margolin em "Um Assaltante..."
Janet Margolin (1943-1993) - "Um Assaltante Bem Trapalhão" (1969) e "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa" (1977)

Woody e Mia que viveram 12 anos juntos. Na foto acompanhados por Soon Yi.
Mia Farrow (1945) - "Sonhos Eróticos de uma Noite de Verão" (1982), "Broadway Danny Rose" (1984), "A Rosa Púrpura do Cairo" (1985), "Hanna e Suas Irmãs" (1986), "A Era do Rádio" (1987), "Crimes e Pecados" (1989), "Simplesmente Alice" (1990), "Neblina e Sombras" (1991) e "Maridos e Esposas" (1992),
 

Allen e Diane Keaton, que viveram longo romance
Diane Keaton (1946) - “O Dorminhoco” (1973), “A Última Noite de Boris Grushenko” (1975), “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa” (1977), “Interiores” (1978), “Manhattan” (1979), “A Era do Rádio” (1987) e “Misterioso Assassinato em Manhattan” (1993).


Dianne Wiest em caracterização de "Um Misterioso..."
Dianne Wiest (1948) - "A Rosa Púrpura do Cairo" (1985), "Hanna e Suas Irmãs" (1986), "A Era do Rádio" (1987) e "Um Misterioso Assassinato em Manhattan" (1993).

Julie Kavner - conhecida por ser a voz de Marge Simpson
Julie Kavner (1950) - "Hanna e Suas Irmãs" (1986), "A Era do Rádio" (1987), "Simplesmente Alice" (1990), "Neblina e Sombras" (1991) e "Desconstruindo Harry" (1997).

Anjelica em "Crimes..."
Anjelica Huston (1951) - "Crimes e Pecados" (1989) e "Um Misterioso Assassinato em Manhattan" (1993).

Judy Davis e Woody Allen
 Judy Davis (1955) - "A Era do Rádio" (1987), "Simplesmente Alice" (1990),  "Maridos e Esposas" (1992) e "Desconstruindo Harry" (1997).

Charlize Theron em "O Escorpião de Jade"
Charlize Theron (1975) - "Celebridades" (1998) e "O Escorpião de Jade" (2001)

Scarlett Johansson em "Match Point"
Scarlett Johansson (1984) - "Match Point - Ponto Final" (2005), "Scoop - O Grande Furo" (2006) e "Vicky Cristina Barcelona" (2008).

Woody sabe escolher a dedo com quem trabalha. Principalmente as mulheres. Grandes atrizes e belas mulheres fazem dele e de sua psicanálise sobre os relacionamentos humanos um trunfo de sua vasta filmografia. Desde 1997 está casado com Soon Yi num estranho caso, já que ela é filha adotada de Mia Farrow, antiga esposa de Allen. Só um gênio em mulheres conseguiria um feito assim.
Allen e Soon Yi

Vitor Stefano
Sessões

2 comentários:

  1. Musas belas e não belas. A beleza é diálogo e análise para Wood Allen. Fiquei imaginando Allen levantando os óculos para olhar uma anca passando pela rua (hahhaha!). Em seus últimos dois filmes, é evidente, que a escolha das atrizes foi "interessante". Evan Rachel Wood e Naomi Watts... belo elenco, belo elenco.

    ResponderExcluir
  2. Nhac! Nhac!

    Quer fazer seu blog explodir em acessos?

    Agregador e Rede Social!!!

    http://migre.me/31T3R

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...