sábado, 12 de junho de 2010

Roman Polanski: Wanted and Desired

Nome Original: Roman Polanski: Wanted and Desired
Diretora: Marina Zenovich
Ano: 2008
País: EUA e Reino Unido
Elenco: Roman Polanski
Prêmios: Emmy de Direção e Roteiro para Programa de Não Ficção e Sundance de Melhor Edição de Documentário.
Roman Polanski: Wanted and Desired (2008) on IMDb
Roman Polanski ou 'Imã de Confusão'.

O que você imagina de uma criança nasce na França e depois de poucos meses muda para a Polônia. Em duas semanas começa a Segunda Guerra Mundial. Até aí, ok, acaso. Ela foge, sua mãe morre na câmera de gás e seu pai consegue sobreviver. Até aí, que desgraça. A pessoa cresce supera seus medos vai para os EUA. Aí sim, uma desgraça, mas superavel. Torna-se um diretor de respeito e renomado. Casa-se, sua bela mulher espera um filho seu, a alegria não poderia ser maior. Aos 8 meses de gravidez um assassinofilhodaputa mata a sua esposa. Ah, só abusando do amor de menores abandonadas para superar tantos traumas. Não me levem a mal, mas a história do cara dava um documentário. Roman Polanski: Wanted and Desired está aí para não me fazer mentir.

Obvio que a vida de Roman Polanski foi muito mais do que esse pequeno parágrafo acima. E no documentário de Marina Zenovich temos milhares de 'cúmplices' do terror que assombra o diretor até hoje: o suposto estupro à garota de 13 anos. Uma edição muito boa não dá opinião sobre quem tem razão nesse 'crime' ocorrido tantos anos atrás. Porém o filme mostra-se um tanto arrastado em alguns momentos, principalmente onde os advogados falam. Ouve-se tantas lições de moral que chega a ser ridículo a apologia a ser bom moço que nos remete a pensar que o Polanski fez bem ao ter corrompido a virgem, ops, semi.

Uma ótima fonte de informações para quem não conhece a história trágica do ótimo diretor, com trechos de filmes (até mesmo uma comparação sobre as seitas ocorridas em 'Bebê de Rosemarie' e o ocorrido com a bela Sharon Tate), depoimentos de vários envolvidos e uma explanação completa sobre o caso, que até hoje sem definição. Polanski fez ou não. Quem somos nós para saber. O interessante é aprender mais sobre a tragetória desse gênio, entender suas manias, compreender as tragédias que o cercaram toda a vida e pensar um pouco nas questões morais que esse caso nos remete.

Polan, fique em seu chalé na Suiça que você ganha mais. Apenas tente ficar longe de confusões.




Vitor Stefano
Sessões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...