sexta-feira, 18 de junho de 2010

O Pianista

Nome Original: Le Pianiste
Diretor: Roman Polanski
Ano: 2002
País: França, Polonia, Reino Unido e Alemanha.
Elenco: Adrien Brody e Emilia Fox.
Prêmios: Palma de Ouro em Cannes, Oscar de Melhor Ator, Diretor e Roteiro Adaptado e muitos outros.
O Pianista (2002) on IMDb
Como não aproveitar o mês de Roman Polanski aqui no blog para lembrar mais este filme que traz a dor e a resiliência de um artista diante da tragédia que mais rendeu bons filmes em todos os tempos para a sétima arte.


Há tempos que assisti “O Pianista” e pouco lembro de tudo aquilo: holocausto, um bom ator, sofrimento, poesia, trilha sonora, blá, blá, blá... Mas uma coisa é muito clara, a situação e com quem vi o filme. Não convém detalhar a ocasião, mas a doce criatura referida se lembrará do choro que esta experiência envolveu e dos olhos brilhantes e comentários óbvios que éramos capazes e corajosos de expressar na época. Sentir é uma vez só e a repetição sensorial é impossível, é generosidade cruel da vida, sensações não se repetem e são inesgotáveis.

“O Pianista” trouxe a mim questões a que ainda não encontrei resposta. De por que foram realizados tantos trabalhos no cinema que abordam holocausto e sofrimento de judeus? Pouco se fala dos negros, dos homossexuais e das outras “categorias” que o regime perseguia? Será que estas outras “categorias” eram menos representativas na Europa da Segunda Guerra ou a posteridade ainda não alforriou aqueles prisioneiros e, portanto falar no seu martírio ainda é pisar em ovos? Por que histórias, tão aparentemente alheias, remetem-nos a pedaços tão particulares de nós mesmos e a um choro acompanhado de soluços, um pesar, um luto...? Estranho ao máximo, mas uma vez uma cética me disse “Tudo tem uma explicação”. Se já conseguiremos uma explicação para tudo, não queiramos também que o embrulho deste presente venha ornado com fitas de coerência matemática constatação.

“A arte é um vazio que a gente entendeu.”

Leandro Antonio
Sessões

3 comentários:

  1. Polanski se vê em Wladyslaw Szpilman. Talvez ele não tenha sido o próprio Szpilman, mas seu pai foi. Sobreviveu à guerra.

    Pense, imagine, se coloque na posição do diretor: visitar os locais onde foi, ao lado de seu pai, torturado e a mãe foi assassinada.

    O Pianista é um filme maravilhoso, complexo, a atuação de Brody beira o sublime. E o piano é um instrumento único.

    Sejam judeus, árabes, homossexuais ou heterossexuais, daqui a pouco irão perseguir os seres humanos, e deixem os extraterrestres livres... A Terra está muito habitada!

    ResponderExcluir
  2. Qual seria a última melodia que iria passar por sua mente nos seus últimos minutos de vida? Filme magnífico. Outro belo trabalho de Polanski com uma excelente atuação de Brody, tendo ainda uma trilha sonora mais que adequada à trama. Narra a realidade nua e crua, diferente das restrições que predominam em boa parte das produções Hollywoodianas de mesmo gênero. Não deve em quesito algum

    ResponderExcluir
  3. Esse filme merece aplausos de pé... mto lindo, confesso q chorei em algumas partes. Sem mais, sensacional.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...