sexta-feira, 1 de julho de 2011

Qualquer Gato Vira-Lata

Nome Original: Qualquer Gato Vira-Lata
Diretor: Tomás Portella
Ano: 2011
País: Brasil
Elenco: Cleo Pires, Dudu Azevedo, Malvino Salvador, Gregório Duvivier e Álamo Facó
Sem Prêmios
Qualquer Gato Vira-Lata (2011) on IMDb


A comédia romântica passa por uma crise existencial. Maior do que as crises sempre apresentadas na tela. E “Qualquer Gato Vira-Lata” é um retrato claro dessa fase difícil. Além do mais, segue uma tendência nacional de ser incapaz de fazer uma boa adaptação de peça teatral para a tela grande. Baseada na consagrada peça de Juca de Oliveira, “Qualquer Gato Vira-lata tem uma Vida Sexual Mais Saudável que a Nossa”, o filme tem momentos engraçados com falhas de ritmo, atores em péssima jornada e humor sem sal, hum habitue no gênero. A típica comédia de teatro com inspiração no humor de televisão que tentam exaustivamente transpor para o cinema, aqui, mais uma vez, sem sucesso.

Tati, à primeira vista, é a menininha perfeita. Isso dura até o pé na bunda que o Marcelo dá nela. A partir daí o filme poderia chamar: “Tati à beira de um ataque de nervos”. Ou melhor, “Marcelo à beira de um ataque de loucura por conta da Tati à beira de um ataque de nervos”. Seria, provavelmente, o maior título de um filme na história, um título merecido para um filme sem merecimento de prêmios. Como disse, o pé na bunda muda tudo na vida dos personagens. Tati busca reconquistar Marcelo e ele só quer curtir com a mulherada e os amigos, em especial com o hilário Magrão, Álamo Facó - o único que se salva quando o assunto é atuação. Ele aparece na tela e o riso é certo. Um humor discutível, porém perto do mar de péssimas interpretações, dignas de deixar Steven Seagal se sentindo Sean Penn, Facó é quem tenta (e por vezes, consegue) salvar o filme. Veja suas pérolas nesse mar de lama.



Como é uma comédia romântica, a mudança acontece que no auge da tristeza Tati cai numa aula de biologia dentro de um shopping e vê o Professor Conrado dando uma aula de Biologia atestando sobre a harmonia entre as conquistas amorosas dos humanos e as atitudes dos animais. Calma. Eu sei. É difícil mesmo. Nada é crível, natural ou simplesmente atrativo. Conrado, se nem Freud conseguiu decifrar as mulheres quem é você para tentar? Mas seguindo... Nessa aula só a participação de Gregório Duvivier como o aluno non-sense é que pode parecer que estamos num filme que vai até o fim. Aliás, é uma característica do filme: começo desastroso e aos poucos melhora, ou nossa percepção acostuma-se com o absurdo e encaramos de forma melhor a idéia e narrativa. Então entre encontros e desencontros, a tese vira real e Tati a cobaia. Como é óbvio, Conrado e Tati ficarão juntos ao final. Não é spoiler, é uma comédia-romântica, o que vocês esperavam? Que o professor virasse travesti e a mocinha ficasse sozinha, depressiva e morresse de overdose? É a obviedade em tela.



Personagens surgidos sem explicações, histéricos e uma história óbvia fazem de “Qualquer Gato Vira-lata” um filme condenado ao esquecimento eterno e relembrado apenas como uma opção para a sessão da tarde. Malvino Salvador deixa o lado galã da novela das 7 de lado e vive um professor cheio de absurdos exageros, uma espécie de caricatura do estereótipo. Dudu Azevedo é o bombado-asno Marcelo. Cléo Pires surge bonita (não tanto quanto já foi), atuando apenas para o gasto. No frigir dos ovos, “Qualquer Gato Vira-Lata” é uma história conhecida que já foi melhor contada várias vezes. Quem gosta de rir sempre da mesma história, gostará do filme.

Vitor Stefano
Sessões

14 comentários:

  1. Sei que a gente tem que ver de tudo um pouco, mas qualquer gato vira-lata pode ser mais interessante que este filme. Talvez seja um manual do que não fazer. Uma das formas de conceituar as coisas é tentar começar explicando o que esta coisa não é. E pelo seu comentário, esta coisa aí não é cinema.

    Leandro Antonio
    Sessões

    ResponderExcluir
  2. Discordo, o filme é engraçado, e na sala em q eu estava todos riam muito.

    ResponderExcluir
  3. Cara, desculpa, mas acho que a sua crítica foi muito ruim.
    Se a sua intenção foi simplesmente fazer um paralelo entre a peça e o filme, tudo bem, não vou questionar. Porém falando somente do filme eu não acho que ele seja merecedor de nenhum Oscar, mas também passa longe de ser esse lixo que você descreveu.

    O filme cumpre bem o papel dele de entreter as pessoas e arrancar umas risadas.
    É um filme óbvio, com personagens caricaturados, mas eu indico pra qualquer pessoa que queira ver uma comédia romântica pra passar duas horinhas junto coma a namorada.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Que ótimo que vejo aqui outras opiniões. Talvez eu tenha sido muito duro na minha resenha. Mas podem ler e ver que tentei exaltar o que teve de melhor no filme. Mas, obvio, as piores impressões costumam ficar mais.

    Gosto não se discute, mas estou cansado de ver filmes assim. Já vi diversos desses e muito melhores contados. E infelizmente os atores principais estão em péssima jornada.

    Bom, mas a vida é feita de diversidade. O que seria do branco se todos gostassem do preto? Assim é a vida e o Sessões é democrático para ouvir todas as opiniões!

    Obrigado por comentar e continuem seguindo.

    Vitor Stefano
    Sessões

    ResponderExcluir
  5. Não foi tão duro assim não =/
    O filme é muito 'piadinha pronta', nada surpreende.
    E as piadas são fracas.
    Pessoas riram?? claro. Mas pessoas também riem da piada do pintinho sem cu que foi peidar e explodiu.
    Eu senti como se tivessem pego os humoristas da globo para dar um up na peça .....os mesmos humoristas que escrevem as piadas de Zorra total, didi e daqueles dois humoristas um gordo e outro magro.

    O filme me decepcionou pela falta de originalidade e esforço pra deixa-lo divertido. Acho que os roteiristas não entenderam que o enredo era batido, por isso deveriam se esforçar nos personagens (afinal não é porque o enrredo não é original que o filme não pode ser bom ....só precisa de uma boa atuação e personagens bem desenvolvidos)

    O Brasil merece mais que isso.
    Pra mim o filme está apenas um pouco acima do nivel dos filmes da Xuxa =/

    ResponderExcluir
  6. Opa! Que ótimo... Alguem concordou comigo! Que ótimo! Obrigado Kalhysha...

    Mas isso é algo que me choca. Comédias de sucesso por aqui transformadas em filmes costumam ser um fracasso. Exemplos: Caixa Dois, Dois Perdidos Numa Noite Suja, Irma Vap, Trair e Coçar é Só Começar, entre outros incontáveis erros...

    Mas acontece. Nosso cinema merece melhores ventos...

    Vitor Stefano
    Sessões

    ResponderExcluir
  7. aqui nada se inventa tudo se copia...esse filme ja existe .........http://www.youtube.com/watch?v=QevpqPFBCz8 .......

    ResponderExcluir
  8. Ah velho, que nada!
    Eu fui ao cinema, paguei o ingresso e gostei muito, para falar a verdade eu e todo mundo dentro do cinema teve um ataque de risos lah dentro...

    Naum assistir a peça teatral, porém o filme é muito bom!

    V6 criticam tudo, nda pra v6 taum bom! AFF :/

    ResponderExcluir
  9. cara, quando chegou na metade parei de ler.
    Você escreve bem, tem bons argumentos, ótimo critico, mas eu REALMENTE não tive uma impressão ruim deste filme quando sai da sala do cinema. Afinal esse é um filme bom, comparado com outros que só tem apelação para putaria.

    Dizer: Filme brasileiro = Filme Putaria.

    apesar de algumas cenas, este filme conseguiu entreter e ficou muito bom,logo sua critica foi muito dura e injusta. Cuidado para não afastar leitores ok?

    ResponderExcluir
  10. Igr, obrigado pelo comentário. Gosto é gosto, como já disse no meu comentário anterior. Que o filme não tem putaria, ótimo, mas o cinema brasileiro já se livrou da sombra da pornochanchada deixada da época de 80. Acho que você que ainda tem essa impressão errônea sobre nosso cinema.

    O Brasileiro tem sempre que se auto punir. O Cinema brasileiro é um dos mais importantes do mundo! Não temos mais essa de filmes nacional é filme com putaria. O Brasil é capaz de filmes sensacionais. Procure ver novos filmes brasileiros com enredos incríveis, histórias maravilhosas, diretores precisos e atores inquestionáveis.

    Mas disse, gosto é gosto, mas aceito sua opinião, apenas abra os olhos que não estamos mais nos anos 80/90.

    Obrigado pela dica, mas a minha idéia é postar a minha impressão dos filmes e da arte, não prender ou afastar leitores. Isso é apenas uma consequencia.

    Até mais!

    Vitor Stefano
    Sessões

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pelo post

    Conheça o novo agregador de links www.surpriselink.com/Inicial em dois idiomas (português e inglês), para atrair visitantes nacionais e internacionais, nele você pode enviar links com imagem e sem imagem, enviar links com liberação imediata, widgets customizados para seu site/blog e o novo sistema de mensagens e amigos para você convidar outros blogueiros a visitarem seu blog.


    Lembre-se quanto mais links você tiver na net, mais facil os buscadores acharão seu site/blog.
    Liberação de link imediata é bem melhor que ficar esperando não é? Então faça uma visita agora mesmo...

    ResponderExcluir
  12. Quem diria que qualquer gato vira-lata poderia suscitar alguma discussão. kkkkkk!

    ResponderExcluir
  13. ODEIO FILME BRASILEIRO, QUANDO NÃO MOSTRA PRETO FAVELADO MOSTRA ESSES ATORES GLOBAIS RIDICULOS

    ResponderExcluir
  14. Realmente não da mais pra confiar na critica, o Filme é OTIMOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!! eu e todo o cinema choramos de rir!!!!!!!!!!!! hahahahahahahahhahahahahaahah

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...