quarta-feira, 26 de maio de 2010

Fúria de Titãs

Nome Original: Clash of Titans
Diretor: Louis Leterrier
Ano: 2010
País: EUA e Reino Unido
Elenco: Sam Worthington, Pete Postlethwaite, Mads Mikkelsen, Ralph Fiennes e Liam Neeson.
Sem Prêmios
Fúria De Titãs (2010) on IMDb

Ver filmes mitológicos nunca foi meu forte. Sempre tive um ceticismo quanto a histórias fantasiosas. Com o tempo fui criticado por me fechar para esses tipos de filmes, tanto que nem vi a célebre trilogia de 'O Senhor dos Anéis' - já estou providenciando uma sessão completa e ver logo os três de uma vez. Bom, cairam no meu colo ingressos para ver 'Fúria de Titãs' e como sabia que era uma refilmagem de um filme dos anos 80 com um elenco recheado de ótimos nomes como: Pete Postlethwaite de A Era da Estupidez, Mads Mikkelsen de Depois do Casamento e Cassino Royale, além dos camaleões geniais Ralph Fiennes e Liam Neeson. Não incluirei Sam Worthington na lista de atores que me influenciaram a ver o filme até por não ser nenhum primor de ator, e Avatar é conhecidamente um filme que não me agrada (principalmente pelas atuações).

O filme começa com a apresentação da mitologia e dos deuses que veremos na tela. Tudo muito bem caracterizado, bons efeitos especiais, lindas locações - até agora filminho normal. Temos um início com a história de Perseus, um simples pescador, filho de um pescador. Daí algo me interessou: os deuses do Olimpo estavam nervosos com os humanos pois estavam desconfiando da existência de seres superiores, algo muito contestador para aquela época, se é que isso realmente existiu - se não existiu, foi um modo contemporâneo criar a fúria dos deuses. Vemos vários deuses, mas há 3 principais: Zeus no céu, Poseidon no mar (esse mal aparece, deveria ter sido até esquecido) e Hades no submundo, vulgo Inferninho. Perseus descobre que é filho de Zeus mas quer mesmo é ser um um ser humano, abdicando de suas forças de semideus. Sim. Ele era um pescador e virou um semideus, quase o avatar.

O bem contra o mal, o certo contra o errado, o enredo clássico onde o obvio acontecerá. Aí toda a "boa" impressão que tinha me causado até o momento, se perdeu pelo mar, junto a Posseidon. A velha métrica do cinema clássico norte-americano se repete e repete e repete. Um filme cheio de ação, com roteiro manjado e sem sal algum. Não, eu não sou chato com esses filmes, eles é que são ruins, em sua maioria. Infelizmente um elenco tão competente e com tanto investimento é tão mal aproveitado. Até para quem busca entretenimento puro e singelo não consegue sair totalmente satisfeito do cinema. Esse tipo de filme deveria ser visto única e exclusivamente por Hades - talvez nem ele mesmo mereça tal penitência! E que Crepúsculos, Jogos Mortais, Panicos e American Pies fiquem lá pelo inferninho e não cheguem mais à Terra. Pete, Mads, Ralph e Liam, estão perdoados, mas que esse erro em escolha de projeto não se repita. Fiquem junto aos Zeus do Cinema.

Só me surpreendeu Perseus não ficar com Andromeda no fim da história. Não é spoiler, até porque você não quererá ver esse filme. E se vai ver filme fantasioso, veja "O Labirinto do Fauno" (quando vir "O Senhor dos Anéis" vocês saberão minha opinião). "Fúria de Titãs" só gera fúria em quem o vê!

Vitor Stefano
Sessões

2 comentários:

  1. Cruzisssssss, tambem assiti e não gostei, ms tambem não da p/ despreza, afinal de contas foi uma super produção, infelizmente com a historia manjada. E com a ajuda de nosso querido Vitorrrr, mais manjada ainda, contar final de filme é ser sem noçãoooooo menino!!

    ResponderExcluir
  2. Esqueci de dizer que há algo muito relevante que não escrevi. Há um momento que vemos uma embarcação viking no meio da Roma Antiga...
    Que raios havia embarcações dos nórdicos no Mediterrâneo?

    Bom, é só mais uma das presepadas que vi em Fúria de Titãs. Ainda bem que não vi em 3D, senão o enjoo seria inevitável!

    Vitor Stefano
    Sessões

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...