sexta-feira, 10 de junho de 2011

Um Olhar do Paraíso

Nome Original: The Lovely Bones
Diretor: Peter Jackson
Ano: 2009
País: EUA, Reino Unido e Nova Zelândia
Elenco: Mark Wahlberg, Rachel Weisz, Susan Sarandon, Stanley Tucci e Saoirse Ronan.
Prêmios: IFTA Award, DFWFCA Award, Broadcast Film Critics Association Awards, Saturn Award, Sierra Award, PFCS Award e Virtuoso Award de Melhor Atuação Jovem para Saoirse Ronan.
Um Olhar do Paraíso (2009) on IMDb


Para o céu olhamos à procura de algum sinal, de algo para mudar nosso olhar. Para ver e crer. Para sonhar, voar e viajar para onde quiser. Ao céu pedimos, suplicamos, pedimos tudo o que quisermos. Ele sempre está lá, mas por vezes, de tão automático, até nos esquecemos dele. Aí vem uma chuva pra reclamarmos, mas ele volta a ser o centro das atenções. Mas de lá é que um olhar nos é enviado, com ternura, paz e tranqüilidade. Cada um que creia na sua fé, mas culturalmente sabemos para onde devemos olhar quando a vida pede socorro. E num olhar de criança é que tudo se materializa, em sua pureza, felicidade, esperança. Todos os pequenos dão a alegria de viver, pois vemos que estivemos lá um dia, e essa caminhada serve para que deixemos de ser apenas um ser, para nos tornarmos humanos.


Quem? Quem? Quem consegue interromper uma vida? Quem? Muito mais de uma criança indefesa abençoada por uma auréola invisível e com asas que, como do beija-flor, não vemos de tão rápida que bate. E não apenas a vida, mas os sonhos, a castidade e a paz que vive dentro de um ser tão pequeno. A vida de uma criança é o maior valor pago num jogo da vida imaginário. Custa a vida de uma humanidade. Talvez, pelas maledicências feitas pelos seres (chamados) humanos, seja justo que todos paguemos com a insanidade de acabar com a vida de um semelhante. Que todos morramos quando uma criança vai para o céu, sozinha, para cuidar do que ficou aqui e que ainda chamamos de Terra.

Peter Jackson fez um filme sensível e tocante. Não espere uma superprodução (apesar dos efeitos especiais) como ele está acostumado a fazer (e muito bem). A história da pequena Susie e a busca de sua família na ânsia de achá-la ainda viva causa paúra mental, nos transporta para olharmos de cima, ao lado da pequena a angústia de sua família. Libertá-los do mal que sempre os acompanharão é sua missão. A vida segue e essa é a mensagem mais bela que “Um Olhar do Paraíso” passa. Devemos seguir, apesar da dor. Dificílimo, mas é assim que Susie nos ensina. Um elenco de primeira linha, com a quase-anônima Saoirse Ronan em ótima atuação no centro da história. Grandiosa atuação de Stanley Tucci como vizinho suspeito, causando ódio de tão convincente atuação. A família é composta pelos atores Mark Wahlberg, Rachel Weisz e Susan Sarandon, todos muito bem como coadjuvantes.


“Um Olhar do Paraíso” chega tranqüilo, calmo e belo. Torna-se uma complexa, com exageros emocionais, imagens doloridas, mas, apesar do sofrimento, há uma mensagem bela e de esperança. A vingança existe e só desiste de fazer parte de nossa vida apenas quando a nossa auto-piedade deixa de existir.

Vitor Stefano
Sessões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...