sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Trapaça





Nome Original: American Hustler
Ano: 2013.
Diretor: David O. Russell
País: EUA.
Elenco: Christian Bale, Bradley Cooper, Amy Adams, Jennifer Lawrence e Jeremy Renner.
Prêmios: Globo de Ouro de Melhor Comédia/Musical, Melhor Atriz (Amy) e Melhor Atriz Coadjuvante (Jennifer), Bafta de Melhor Roteiro Original, Atriz Coadjuvante e Maquiagem/Cabelo, Screen Actors de Melhor Performance de Elenco.
Trapaça (2013) on IMDb
 

Fui trapaceado. Eu já imaginava que seria isso, mas tentei e dei uma chance. Viver e deixar ser nos deixa alerta contra possíveis erros que acontecem à nossa volta. Estamos preparados para que o tombo seja menor. Estamos cientes do que pode acontecer. Trapaças são sempre traiçoeiras, mas quando sabemos com quem estamos lidando, já sabemos do risco. David O. Russel , seu idiota, eu não cai na sua “Trapaça”. Aliás, você nunca me enganou, ou melhor, nunca me encantou. Não sei porque você é tão renomado e laureado. Seus filmes se sustentam sempre na seleção de elenco . “O Vencedor” poderia chamar “Christiam Bale (mais uma vez) no limite”. “OLado Bom da Vida” pode ser “O Lado bom do filme é a J.Law.” e “Três Reis” poderia ser renomeado para “Três atores bons pra caramba”. David, parabéns por ainda ser tão renomado. Você certamente tem costas quentes ou anda fazendo muitas trapaças por aí.

Falar mal é muito legal e fácil, mas vamos contar um pouco de “Trapaça”. Irving Rosenfeld é um malandro que trabalha em diversas áreas com dinheiro que brota de suas liberalidades de serviços. Acompanhado por Sydney Prosser, sua amante e comparsa, eles passam a negócios de rendimento fácil. O FBI os descobre e são forçados a colaborar com uma investigação do mundo da máfia, numa operação liderada por Richie DiMaso a fim de diminuir a pena deles. A partir daí idas e vindas de investigações, armadilhas, envolvimento com políticos, tornam a ação perigosa e complexa. Quando o Prefeito Carmine Polito é envolvido. Muita coisa muda. E quando a esposa de Irving, Rosalyn aparece, o jogo muda de cenário. Tudo muda. Como era esperado.

A premissa é muito boa e atual, mesmo aqui no Brasil seria interessante ver retratado uma operação de Polícia para flagar más condutas de congressistas. Mas a forma que é montada tornou-se uma história confusa, complexa, por vezes sem conexão e sem emoção. Até pelo nome do filme já imaginávamos que tudo poderia mudar. Os anos 70 estão lindamente representados, no que há de melhor no filme. Apesar do elenco estrelar, quem realmente brilha é Jeremy Renner, que apareceu para nós em “Guerra ao Terror” e prova ser um ótimo ator. Amy Adams também tem bons momentos, mas realmente chama a atenção pelo sexy appeal dos decotes que usa. Todos os outros estão insossos (como o filme), overacting, deixando tudo muito cansativo. Muito se falou que é uma homenagem a Martin Scorsese. Coitado do Martin que fez o melhor filme do ano até o momento – “O Lobo de Wall Street”. “Trapaça” é o pior filme do Oscar e conseguiu ser o pior do diretor queridinho da Academia.

Vitor Stefano
Sessões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...