sexta-feira, 19 de abril de 2013

Meu Pé de Laranja Lima


Nome Original: Meu Pé de Laranja Lima
Diretor Marcos Bernstein
Ano: 2013
País: Brasil
Elenco: João Guilherme Ávila, José de Abreu e Caco Ciocler.
Sem Prêmios.
Meu Pé de Laranja Lima (2012) on IMDb

A primeira vista a vida de Zezé é um mar de problemas. À segunda também. O menino de 8 anos vive com seus irmãos e seu enérgico, alcoólatra e violento pai numa pequena cidade no interior de Minas Gerais. Mas Zezé é o pequeno diabo, como se auto intitula. O diabo no seu corpo faz com que o menino de olhar angelical faça arruaças, brigas e zonas que até Deus duvida. Mas não é nada disso, Zezé é apenas uma criança levada. Sua esperança está acabando, suas forças cessando e sua imaginação fértil é a única saída para aquele fim de mundo. Sua história mudará mesmo quando, como um passarinho, puder voar sem olhar para trás. Seu pé de laranja lima é seu melhor amigo. É a sua consciência. É seu confidente. Como numa horta, Zezé precisa ser regado, cuidado e colhido com carinho para se transformar fazer a melhor laranjada do mundo. Esse papel fica a cargo de Portuga: um vizinho que de carrancudo passa a melhor amigo. Seu corpo flagelado e seu coração em frangalhos não são capazes de apagar uma alma linda e bela. A história de Zezé é fabulosa e precisa ser ouvida.



Adaptar um best-seller para as telas do cinema é uma tarefa nada fácil, ainda mais quando se trata do livro mais vendido do país. Ainda mais quando é leitura obrigatória nos colégios. Ainda mais quando se trata de uma história tão comovente. Marcos Bernstein conseguiu adaptar a obra de José Mauro de Vasconcelos de 1968 de forma terna, lírica e dramática. Para quem leu é a chance de voltar ao passado e relembrar momentos que só a infância pode fazer. Quem não leu verá que Marcos Bernstein superou seu último filme, “O Outro Lado da Rua”, que teve como protagonista os dois melhores atores da história do Brasil, Fernanda Montenegro e Raul Cortez. Por ser uma história altamente conhecida, a chance de vermos um resultado médio era muito grande, principalmente por termos uma criança no papel principal. João Guilherme Ávila passa desconfiança na primeira cena, mas, com um grande apoio de José de Abreu, conquista e quando os letreiros sobem a plateia, aos prantos (leve o lenço), ovaciona o pequeno, o diretor, o elenco e o filme. “Meu Pé de Laranja Lima” tem a capacidade de tocar aos mais brutos de forma poética e lúdica sem ser melodramático. Vá ao cinema ver essa bela obra. Valorize o cinema nacional!

Vitor Stefano
Sessões Brasil

P.S.: Não deixe de participar da promoção para ganhar ingressos e um kit completo de Meu Pé de Laranja Lima. Clique aqui para concorrer!

2 comentários:

  1. Leve o lenço MESMO!!!
    Mas... ambientaram em Minas Gerais... originalmente não é no Rio de Janeiro?

    ResponderExcluir
  2. Não achei filme de chorar, não. Um bom filme. Trilha sonora? Uma das melhores que já ouvi.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...