domingo, 30 de outubro de 2011

Meu País

Nome Original: Meu País
Diretor: André Ristum
Ano: 2010
País: Brasil
Elenco: Rodrigo Santoro, Cauã Reymond, Débora Falabela, Anita Caprioli e Paulo José
Prêmios: Melhor Montagem, Trilha Sonora, Ator (Rodrigo Santoro), Diretor e o Filme do Júri Popular no Festival de Brasília
Meu País (2011) on IMDb

No meu país quero respeito.
No meu país tenho ladrões.
No meu país lota de gente de bom coração.
No meu país cuido dos dependentes.
No meu país transformo locais lindos que de tanto olhar nem vejo mais sua beleza.
O meu país é cheio de maravilhas invisíveis e horrores anunciados aos quatro cantos


A condição dos deficientes no Brasil é absolutamente preocupante. Seja físico ou mental, não há estrutura suficiente para cuidarmos nem dos que tem totais condições de viver sozinhos, quanto mais de quem é dependente e especial. A família é o pilar dessas pessoas que são esquecidas pelos Governos. E quando a ela não apoia, não ajuda, não faz, não há salvação. Mas há pessoas boas que podem mudar tudo. Na vida delas e de quem quer que seja. A salvação do mundo está dentro de nós mesmos.

Após a morte de Armando, seus filhos se vêem obrigados a pensar juntos sobre o futuro. Deles, da empresa, da herança e dos problemas. Marcos é o filho pródigo que vive na Itália e voltou com sua esposa para esses trâmites que não deveriam demorar mais que uma semana. O que encontrou foi um pai morto , uma empresa à beira da falência e o irmão, Tiago, viciado em poquêr. O caos na Terra para Marcos estava naquela quase esquecida São Paulo. Mas como diria o filosofo, nada está tão ruim que não possa piorar. Mas há males que são a salvação.

A descoberta de uma meia-irmã internada numa clinica de cuidados para deficientes. Manuela tem deficiencia intelectual. Seus 26 anos de vida são apenas 6 dentro daquele cérebro. Marcos não tem como ficar por aqui e Tiago só quer saber de não saber de Manuela nenhuma. A salvação daquela menina poderia não existir. Só a convivência por mais tempo é capaz de traduzir o que o sentimento diz.


Uma história clássica com o vilão, herói e o climax. “Meu País” encanta pela beleza das imagens e pela história. Mas (sempre há um mas), a decolagem demora para acontecer - se é que realmente acontece. A construção dos personagens, principalmente o de Tiago, vivido por Cauã Reymond, por vezes beira o pastelão como vilão, rebelde e viciado. Já Santoro só precisava de um aureola para ser o verdadeiro Jesus Cristo na cidade grande. O destaque vem para Debora Falabela que no papel mais dificil do filme consegue fazer uma Manuela dramática, especial e por muitas vezes consegue deixar-nos com um sorriso no rosto. Nem é necessário citar Paulo José que mesmo apenas 5 minutos em tela consegue ter a melhor atuação do filme. Um elenco maravilhoso e que gosto muito de todos os atores, porém os que mais esperava não surpreenderam.

André Ristun passou da crítica para a direção e nos trouxe um filme que tem músculos enormes mas não tem a força que aparenta. Consegue em momentos de aparencia magia levar ao chão e de verdadeiras banalidades numa perfeição visual. Cenas com menos silêncios e com uma atuação menos estereotipada dos atores poderiamos ter um filme memorável. Esperava mais, talvez por isso um pouco decepcionado. Mas deve ser visto por todos pois o olhar é absolutamente individual... Espero que muitas pessoas amem porque eu queria ter amado. Mas a cena final dificilmente será esquecida pela singeleza de alguém muito especial...

Vitor Stefano
Sessões

Um comentário:

  1. A relação que se tem quando se volta para a casa do pai ou da mãe, ou para o primeiro núcleo familiar que nos acolheu é sempre renovadora e reveladora. Normalmente, não se "volta para casa" por que tudo vai bem. Tudo me lembra a canção de Ozzy Osbourne, Mama, I'm Coming Home:

    You made me cry, you told me lies
    But I can't stand to say goodbye
    Mama, I'm coming home
    I could be right, I could be wrong
    Hurts so bad, it's been so long
    Mama, I'm coming home

    Leandro Antonio
    Sessões

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...