sábado, 19 de setembro de 2015

Identidade de Nós Mesmos


Nome Original: Aufzeichnungen zu Kleidern und Städten
Ano: 1989
Diretor: Wim Wenders
País: França e Alemanha Ocidental.
Elenco: Yohji Yamamoto e equipe, Wim Wenders.
Sem Prêmios.


Vamos lá, um tempinho para uma sinuca!


Quando vi o filme, achei que de um modo geral ele tem muito a ver com algumas essências da cia. Yohji cria com as cidades e deixa que ele as atravesse e atravesse sua costura. Tem a intenção de fazer uma roupa que sirva de verdade, que seja algo para alguém, apesar de toda a efemeridade e cifras milionárias do mundo e do mercado em que ele atua. Ele tem leveza. Tem uma equipe que traduz bem os seus silêncios.


O Wim Wenders, lindo e humildemente se coloca como um aprendiz do seu filme, do seu processo, do seu personagem. Parece ir, aos poucos quebrando a premeditação inicial e simplificada das impressões fúteis que a moda lhe tinha impresso. E no fim das contas rende uma homenagem a todas estas mãos costureiras que se desafiam a fazer "ombros de verdade em um paletó de verdade"...

Protagonista e diretor rendem-se à delicadeza de uma bainha executada à várias mãos, à escuta, à espera e claro, dialogam com o ar, os vazios e por que não correr o risco de dizer que, dialoga com a possibilidade do que geralmente nos escapa e com o casaco que faz tão parte da identidade naquele momento da vida, que mesmo que não esteja frio, sempre é confortante tê-lo à mão.



Abraços tecidos

Leandro Antonio
Sessões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...