segunda-feira, 1 de julho de 2013

Bem Amadas



Nome Original: Les bien-aimés
Diretora: Christophe Honoré
Ano: 2011
País: França, Reino Unido e República Tcheca.
Elenco: Chiara Mastroianni, Catherine Deneuve, Ludivine Sagnier, Louis Garrel, Miloš Forman e Paul Schneider.
Sem Prêmios.
Bem Amadas (2011) on IMDb

Não sou nada fã de musicais. Me dão sono, cansam, disperso com facilidade na alegria das canções mesmo que a cena seja de morte por asfixia. Ver a vida tão alegre não me cativa. Posso parecer um pouco amargurado, sisudo ou depressivo, mas vamos ser reais, a vida não é isso. Sei que há quem ame e idolatre o gênero, mas infelizmente não consegue me cativar.


Para falar a verdade não sabia que “Bem Amadas” era um musical. Fui pego de surpresa quando com menos de 10 minutos quando a história começava a se desenvolver com qualidade surge uma musica alegre, feliz e com passinhos marcados dentro do cenário. Meu nariz torceu e disse: “Porra, é um musical”. Já que sábado pela manhã estava fria e não havia nada de interessante para fazer pensei em continuar. Fiz bem. As conturbadas histórias de vida, paixões e amores de Madaleine e de sua filha Vera são envolventes como a trilha sonora que envolve a cada “ato”. Madeleine teve uma vida bem vivida e atribulada. Ladra, prostituta, traída, mãe e traidora, tudo em menos de 5 décadas.
 
Apaixonada pelas paixões incontroláveis. Claro, é um musical e tudo parece menos dramático do que o roteiro mostra, mas mesmo assim o é. Todas as aventuras multiamororsas da mãe de alguma forma afetaram a vida da filha Vera. Apaixonada por não se apaixonar depois de um casamento que durou 2 dias. É louca pela vida. É louca pela força da libertinagem. É louca pela depressão.



O grande mérito do musical é o que mais me causa irritação: as músicas. Há momentos de extrema qualidade e integração ao movimentado roteiro. Destaque para o desempenho da banda Thousand executando a música do Rolling Stones “Who do You Love”. Fantástica a integração do som com a atriz Chiara Mastroianni. Veja:


Chiara faz parte do elenco bem escalado acompanhada pelas estrelas Catherine Deneuve, Ludivine Sagnier, Louis Garrel, Miloš Forman e Paul Schneider. Certamente o elenco é outro triunfo do filme de Christophe Honoré, que é a verdadeira estrela de seu filme. Um jovem e competente diretor que se destaca a cada filme, com uma delicadeza impar sem deixar a aspereza da vida já demonstrada nos ótimos “Não, Minha Filha, Você não Irá Dançar” e “A Bela Junie”. Os musicais agora fazem parte de uma lista que me interessam em ver. Principalmente quando vem assim, de supetão.

Vitor Stefano
Sessões

Um comentário:

  1. Diferentemente do Vitor, eu amo os musicais, as músicas, a falta de conexão com a realidade, os figurinos, a dança... às vezes na rua penso que estou em um musical, mas faço isto sem que as pessoas percebam (assim eu acho) como se qualquer coisa existisse dentro de mim ou dos outros que instale alguma poesia pela cidade. Recomendo o gênero!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...