quinta-feira, 6 de junho de 2013

As Vantagens de Ser Invisível




Nome Original: The Perks of Being a Wallflower
Diretor: Stephen Chbosky
Ano: 2012
País: EUA.
Elenco: Logan Lerman, Ezra Miller e Emma Watson.
Sem Prêmio.
As Vantagens de Ser Invisível (2012) on IMDb

De que adianta ser lindo, mas sem graça? De que adianta ser fofo, sem graça? De que adianta ser popular sem inteligência? De nada. Por isso de tempos em tempos temos filmes que são populares, Cult, fofos e queridos de um público fiel. As locadoras (se ainda existissem) poderiam já ter uma ala para o gênero “fofo-pop-inteligente-genial-cult”. Os carros chefes dessa ala seriam “Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças” e “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain". Outros que complementam isso seriam "Medianeras", “500 Dias com Ela”, “Moonrise Kingdom”, “Os Excêntricos de Tenenbauns”, “Pequena Miss Sunshine” e “Edward Mãos de Tesoura”. Bom, abram espaço para mais um. “As Vantagens de Ser Invisível” encaixa-se com louvor nesse gênero por conta de sua beleza, fofura e história cativante.

A história de um jovem que chega numa nova cidade e tem dificuldades em se adaptar, conhecer amigos, se entrosar já vimos ao monte, mas a de Charlie é um pouco mais bela ou trágica. Nessa dificuldade, a primeira pessoa que encontra para apoiá-lo no seu grande sonho de ser um escritor é seu professor Bill. Com jeitinho carismático, quieto e amoroso, Charlie consegue se entrosar com Patrick e Sam, meios-irmãos que o acolhem como se fosse parte a família. Talvez não uma família convencional com pai, mãe e filhos, mas uma gangue dos rejeitados, dos estranhos, dos “não populares” do colégio. Mas de que adianta ser popular se não tem conteúdo, se não é verdadeiro, se não existe amor. Patrick é gay, Sam não tem sorte com os meninos e Charlie é virgem. Estereótipos comuns, mas a relação entre eles não pode ser comum. De perto ninguém é normal, mas Charlie é um pouco mais anormal do que parece. 

Pare de chorar... pare...


Entre depressões e realizações, Charlie, Sam e Patrick exalam um vínculo que não vemos sempre. Os atores estão em jornadas incríveis. Ezra Miller de “Precisamos Falar Sobre Kevin”, Emma Watson e o jovem Logan Lerman como Charlie são quase irmãos tamanha a ligação entre eles. Mas essa ligação só é mesmo importante por conta do roteiro caprichado sobre coisas que já vimos, histórias que já sabemos, mas saber contar é um diferencial. “As Vantagens de Ser Invisível” estará para sempre na lista de filmes fofos da história. Está na minha relação de melhores filmes que vi nesse ano, nessa década. Estará para sempre, pois histórias como essas são infinitas. Nós somos infinitos.


Vitor Stefano
Sessões

4 comentários:

  1. We're are the world of Carnaval! We're folia! We are!!!!!

    ResponderExcluir
  2. <3
    filme do meu coração

    we are infinite

    ResponderExcluir
  3. Charlie: I know who you are, Sam. I know I'm quiet... and, and I should speak more. But if you knew the things that were in my head most of the time, you'd know what I really meant. How, how much we're alike and, and how we've been through things... and you're not small. You're beautiful.

    ResponderExcluir
  4. o filme é bom,mas só uma coisa eu tenho que criticar,na metade do filme parece que ele está acabando,pois o pessoal da escola dele vai para outro lugar e ele fica sozinho e depois eles vem visitar ele,coisa típica de fim de filme,mas estava só na metade e não fica claro no filme se o cara tenta ou não se matar e o que exatamente a tia dele fazia com ele

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...