terça-feira, 25 de novembro de 2014

Dois Dias, Uma Noite





Nome Original: Deux Jours, Une Nuit
Ano: 2014
Diretor: Jean-Pierre e Luc Dardenne
País: Bélgica, França e Itália
Elenco: Marion Cotillard, Fabrizio Rongione e Catherine Salée.
Prêmios: Grand Prix no International Cinephile Society Awards e Melhor Filme no Sydney Film Festival.
Dois Dias, Uma Noite (2014) on IMDb





Mais uma vez os irmãos Dardenne conseguem emocionar. Conseguem expor a Europa diferente dos cartões postais. Quem leu meu post de “O Garoto da Bicicleta” já leu isso, mas é que eles certamente são os diretores mais contemporâneos que existem. Eles expressam na tela o povo, a vida real, a história que você viveu, vai viver, viu alguém viver. Os Dardennes conseguem sempre fazer pensar, refletir, fazer que nós, meros expectadores, estejamos refletidos na tela. A personagem principal é Sandra. Uma trabalhadora comum, após retornar de licença por depressão tem seu emprego na mão dos seus colegas, que por votação preferem ficar com o bônus de mil euros ao invés de perder esse benefício e ver a colega retornar ao seu posto. Com ajuda de algumas colegas e sempre incentivada pelo marido, Sandra consegue que seja feita uma nova votação. Era uma sexta-feira. Ela tem o final de semana para convencer a maioria dos colegas que precisa retornar ao emprego. 

Numa via-crúcis real, Sandra passa por altos e baixos, vergonha e coragem, força e fraqueza por esses dois dias. Uma mulher complexa, que sofreu muito nos últimos tempos, que precisa dessa força, dessa mudança para recomeçar. Ela precisa convencer a maioria. E como convencer alguém de abrir mão de mil reais mensais? Mas e a solidariedade? Uma maravilhosa história baseada em histórias que realmente aconteceram em época de desemprego nos anos 60, ambientada para a atual concorrência desleal.  Marion Cotillard volta a ter um papel de destaque, bem volátil, como a personagem pede. Os Dardenne fazem um filme sensível, duro e belo. Um pequena pérola.


Num mundo onde o dinheiro manda, difícil que a solidariedade ainda tenha espaço para respirar.

Vitor Stefano
Sessões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...