segunda-feira, 5 de novembro de 2012

007 - Operação Skyfall


Título Original: Skyfall
Diretor: Sam Mendes
Ano: 2012
País: Reino Unido e EUA
Elenco: Daniel Craig, Judi Dench, Javier Bardem, Naomi Harris, Bérénice Marlohe, Ralph Fiennes e Ben Whishaw.
Sem Prêmio.

007 - Operação Skyfall (2012) on IMDb

O melhor dos 23. O melhor dos primeiros 50 anos.



Xingamentos dos saudosistas e urros de “exagerado” dos odiosos da franquia devem estar esquentando minhas orelhas, mas em minha opinião “Operação Skyfall” é o mais completo dos filmes de James Bond. Tem elementos para todos os gostos explosões de casarões, incontáveis mortes, perseguições inenarráveis belas mulheres, carrões invocados, mas por trás de todos os clichês bondianos há um drama profundo e humano. Desde que Daniel Craig assumiu o papel principal os filmes ganharam em realismo e sensibilidade, algo que criou um novo público do já outrora ultrapassado agente. Há um momento no filme que Bond descreve o seu hobby e este é o verdadeiro motivo para o atual sucesso: Ressurreição.

A vulnerabilidade do MI6 é questionada desde o começo da película, onde um chip com informações confidenciais são roubadas, Bond é considerado morto e um atentado ao prédio da inteligência inglesa é atacado, causando a morte de vários oficiais. M e a instituição são postas a cheque pelo Governo. Só alguém que já esteve muito próximo poderia saber tanto e tão bem os caminhos internos da instituição e de sua comandante. Alguém que já esteve muito perto: Raoul Silva, ex-queridinho de M. Os seus pecados do passado são sempre relembrados para que Emma remoa suas decisões para tentar encontrar o responsável. Bond renasce para salvar sua superior, a instituição, seu país. 


A perseguição inicial é ótima, mas não supera a de “Cassino Royale”. A música de Adele é maravilhosa. As imagens de luta com vidros e luminosos em Xangai são uma ejaculação de beleza visual. Um elenco de apoio espetacular com méritos para Judi Dench e Ralph Fiennes, que assume papel importante nos próximos filmes. Nem preciso falar sobre Craig. Ah, preciso falar de Bardem? Não, é chover no molhado. O único ponto que poderia ter melhor aproveitamento é a Bond Girl: papel (se é que é possível imaginar isso) descartável. Bela, mas sem sal. Mas esse é o único mas. Skyfall é de um ritmo empolgante.

Sam Mendes é conhecido e reverenciado por ser um cineasta autoral e grande relator de dramas de relacionamentos como “Beleza Americana” e “Foi Apenas um Sonho”. Como um autor dessa profundidade faria algo para Bond? Apenas relatando o que ele sabe fazer de melhor. Entrar de cabeça no relacionamento de M, o Governo, seu escolhido e seu passado nos aproxima da realidade ao percebermos que todos – de M ao agente 00 - são falíveis. As relações entre mãe e filho transcendem. Javier Bardem é definitivamente um camaleão, mas a carapuça de vilão/psicopata lhe cabe muito bem. Não está melhor do que “Onde os Fracos não tem Vez”, mas está sublime. Skyfall definitivamente colocará os filmes do agente num nível além da diversão pura. Skyfall tem tudo para voltar a ser lembrado pela Academia. Skyfall determina que Daniel Craig é o melhor Bond de todos os tempos. Skyfall é o melhor filme dos 23. Bond ressuscitou.


Stefano, Vitor Stefano
Sessões

4 comentários:

  1. "ejaculação de beleza visual" WTF!? Rsss
    Não sei se concordo com este ser o melhor filme de Bond, porque a trama em si é um tanto forçada. Não há razão para colocar a vida de M em risco, a vingança do vilão poderia ser evitada de mil outras formas, mas enfim...
    O tom pessoal, trazendo Bond de volta à Terra, lembra as recentes versões de Batman, mais humanizado. E funciona muito bem.
    Gosto muito de Craig no papel, mas Sean é o primeiro e sempre será o "verdadeiro" 007, independente do indiscutível talento de Craig.
    Eu gostei muito do filme, mesmo com minhas objeções, considero um dos melhores da série.
    Assistam!!

    ResponderExcluir
  2. NUNCA será melhor que Sean connery, não é melhor nem que o pierce brosnan...

    ResponderExcluir
  3. A Daniel Craig é totalmente diferente do Sean e do Pierce, porém, para mim, melhor. Ele é uma mistura de de Jason Bourne (que é o melhor agente nos filmes para mim até hoje)e do bom do James Bond. As cenas de ação são incomparavelmente melhores do que os antigos Bonds e a forma física do Daniel é inquestionavelmente superior a de todos os outros também. Ele é mais sombrio, mas com elegância e mais humano, muito menos bidimensional que os outros. Pode-se argumentar que os outros tinha mais cara do agente secreto idealizado no inconsciente imaginário dos leitores e do público, mas acho que o Daniel deu uma cara melhor ao agente.
    Ha, sem falar que o tema musical deste novo filme, cantado e composto pela Adèle é uma das melhores canções da série. Convenhamos que as músicas dos últimos filmes não são lá grandes coisas... Nota 10 para a gordinha inglesa de voz e talento muito especiais.

    ResponderExcluir
  4. O melhor de todos mesmo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...