sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Os 8 Odiados


Nome Original: The Hateful Eight
Ano: 2015
Diretor: Quentin Tarantino
País: EUA
Elenco: Samuel L. Jackson, Kurt Russell, Jennifer Jason Leigh, Demián Bichir, Tim Roth, Bruce Dern, Walton Goggins e Channing Tatum.
Prêmio: Globo de Ouro de Melhor Trilha Sonora (Ennio Morricone)
Os Oito Odiados (2015) on IMDb


Se você está esperando aquela jorrar de sangue da tela, pedaços de miolos caindo no seu colo, diálogos hipnotizantes, tensão racial e a execução de planos mirabolantes por personagens canastrões e caricatos então veja essa nova pérola de Quentin Tarantino. Mas, se você não gostou dos 7 filmes anteriores esse é o oitavo para você odiar. O diretor/roteirista criou marcas registradas em sua filmografia baseado na voracidade dos diálogos adido a imagens que não economizam sangue. São sempre filmes longos onde na primeira parte somos apresentados aos personagens e à tensão para que na segunda parte a ação exploda na tela. Há quem diga que Tarantino é diretor de um estilo único de filme – concordo, pois, Tarantino sempre faz filmes tarantinescos. Ele virou um adjetivo. Não há igual, mesmo que seja sempre igual. Já vimos tudo, mas sempre é divertido e envolvente. Tarantino é genial.

Num gélido inverno em Wyoming, dois caçadores de recompensas estão a caminho de Red Rocks. Marquis tenta levar corpos mortos, já John Ruth carrega acorrentado ao seu braço Daisy Domergue, uma foragida perigosa e que vale 10 mil. A nevasca forte forçará que fiquem numa estalagem até ela passar. Ao adentrar percebem que já há outros homens já instalados e os habituais trabalhadores do recinto não estavam por lá. Tudo muito suspeito. Há cheiro de armação e a partir daí a estalagem será o ambiente de desconfiança, debates e enfrentamento, cheio de ódio.


Dos tantos pontos positivos que o filme nos apresenta, o maior é a trilha sonora sob a batuta de Ennio Morricone. Sim, o gênio dos faroestes, dá a tensão e dinâmica de dimensões absurdas que o filme merece. O elenco está afiadíssimo, com caras batidas dos filmes do Tarantino , como Samuel L. Jackson e Tim Roth, junto a Kurt Russel, Demian Bichir e a maior estrela - Jennifer Jason Leigh, a responsável pelo humor e ponto chave do filme. Ela está excelente no papel de Daisy. Há quem reclame de um excesso didatismo, no qual insere um narrador em off, divisão em capítulos ou mesmo quando explica passo a passo o que aconteceu. Tarantino está dando aula de cinema, crianças. Realmente pode incomodar, mas isso não tira o brilho do que vemos. O brilho do sangue escorre, rimos, relaxamos e curtimos bons momentos com Tarantino. “Os Oito Odiados” é excelente!

Vitor Stefano
Sessões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...